sexta, 19 de julho de 2024
Saúde
21/06/2024 | 16:36

Doenças respiratórias no inverno: 3 fatores que favorecem a transmissão e como se prevenir 

Com a chegada do inverno, o cuidado com a saúde deve ser redobrado. A época do ano favorece a aglomeração de pessoas e, por consequência, a transmissão de vírus como os da influenza, covid e sincicial respiratório. Essas doenças, se não cuidadas adequadamente, podem evoluir para quadros mais preocupantes, a exemplo da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). 
 
De janeiro a maio deste ano foram confirmados 729 casos de SRAG por influenza em Santa Catarina. Os dados, da Secretaria de Saúde do estado, apontam aumento de quase 50%, se comparado com o mesmo período de 2023. Deste total, mais da metade ocorreu em crianças de 0 a 9 anos (303) e em idosos (243). Com relação aos óbitos, foram registrados 38, de janeiro a maio de 2024, sendo que 76% foram de idosos. 
 
De acordo com a infectologista Luciana Campos, do Sabin Diagnóstico e Saúde, o aumento da transmissão de viroses no inverno é atribuído à combinação de fatores ambientais, comportamentais e biológicos. Saiba quais são: 
1. Temperaturas frias: O vírus da gripe sobrevive melhor em temperaturas frias e secas. O ar frio e seco do inverno cria condições ideais para a propagação do vírus. 
2. Ambientes fechados: Durante o inverno, as pessoas tendem a ficar mais tempo em ambientes fechados e pouco ventilados, o que facilita a transmissão do vírus de uma pessoa para outra. 
3. Umidade do ar: A baixa umidade do ar no inverno pode secar as mucosas do nariz, tornando-as mais suscetíveis a infecções virais. 
Além da vacinação, disponível no Sistema Único de Saúde (SUS), outras medidas podem contribuir para reduzir o risco de transmissão do vírus da gripe. Confira: 
Lavar as mãos com água e sabão ou usar álcool em gel, principalmente antes de consumir algum alimento; 
Utilizar lenço descartável para higiene nasal; 
Cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir; 
Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; 
Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos ou garrafas; 
Manter os ambientes bem ventilados; 
Evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas de gripe; 
Evitar sair de casa em período de transmissão da doença; 
Evitar aglomerações e ambientes fechados (manter ambientes ventilados); 
Manter o cartão de vacinas atualizado. 
 
Diagnóstico 
"Essa temporada registra a alta procura por exames diagnósticos para influenza”, afirma o gestor regional do Sabin Diagnóstico e Saúde em Florianópolis, Marcos de Albuquerque. Segundo ele, o diagnóstico correto ajuda a evitar o uso desnecessário de antibióticos, que combatem apenas bactérias e não vírus, e medicamentos que podem ter efeitos colaterais prejudiciais. “É importante que os pacientes com sintomas respiratórios procurem atendimento médico imediatamente para iniciar o tratamento adequado. O exame é importante ainda para o monitoramento da disseminação da gripe”, afirma. 
O teste de influenza, disponível em todas as unidades do Sabin, é realizado com a coleta de amostra de muco nasal ou da garganta, que é analisado para detectar a presença do vírus. Também é possível numa única amostra analisar a presença dos vírus influenza A e B, VSR e Sars-CoV-2, no exame chamado minipainel respiratório. “Esses vírus possuem sintomas clínicos semelhantes e por isso o minipainel pode agilizar ainda mais o diagnóstico, especialmente em períodos de sazonalidade como o que estamos entrando agora”, reforça o especialista. 
 
Onde realizar o exame? 
Em Santa Catarina, os exames podem ser realizados nas unidades do Sabin Diagnóstico e Saúde em Florianópolis, São José, Imbituba, Garopaba, Tubarão e nas unidades Hemos Laboratório Médico de Blumenau, Pomerode, Gaspar, Indaial e Timbó. Há ainda a possibilidade do atendimento móvel para pessoas físicas e jurídicas, por meio do VEM Sabin. O agendamento pode ser feito pelo site ou aplicativo, com a possibilidade de isenção da taxa de coleta para alguns públicos e localidades, podendo ser utilizado nas modalidades particular e pelo convênio (mediante pedido médico). Interessados também podem adquirir os testes no e-commerce do Sabin Diagnóstico e Saúde por meio deste link. 
 
Grupo Sabin | Referência em saúde, destaque em gestão de pessoas e liderança feminina, dedicado às melhores práticas sustentáveis e atuante nas comunidades onde está presente, o Grupo Sabin nasceu na capital federal, fruto da coragem e determinação de duas empreendedoras, Janete Vaz e Sandra Soares Costa, em 1984. Hoje conta com cerca de 7000 colaboradores unidos pelo propósito de inspirar pessoas a cuidar de pessoas. Presente em 15 estados, além do Distrito Federal, a empresa atua em Santa Catarina desde 2018, com a marca Sabin Diagnóstico e Saúde, que oferece mais de 3,5 mil exames de análises clínicas em 23 unidades em Florianópolis, São José, Imbituba, Garopaba, Tubarão, e, com a marca Hemos Laboratório Médico, em Blumenau, Pomerode, Gaspar, Indaial e Timbó.   
 
O ecossistema de saúde do Grupo Sabin integra um portfólio de negócios que contempla análises clínicas, diagnósticos por imagem, anatomia patológica, genômica, imunização e check-up executivo. Além disso, contempla também serviços de atenção primária contribuindo para a gestão de saúde de grupos populacionais por meio de programas e linhas de cuidados coordenados, e a plataforma integradora de serviços de saúde - Rita Saúde - solução digital que conta com diversos parceiros como farmácias, médicos e outros profissionais, promovendo acesso à saúde com qualidade e eficiência. 

JORNAL IMPRESSO
12/07/2024
05/07/2024
28/06/2024
21/06/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS