terça, 18 de junho de 2024
Saúde
05/06/2024 | 17:33

Mais de 450 mil cirurgias, reformas em hospitais e novas obras marcam as ações na área da Saúde

Em uma coletiva de imprensa, para a transição da gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a secretária Carmen Zanotto apresentou as ações realizadas entre janeiro de 2023 e início de junho de 2024, período em que esteve à frente da pasta, que agora é comandada por Diogo Demarchi, que estava atuando como secretário adjunto. A realização de mais de 450 mil cirurgias, reformas em hospitais e convênios para novas obras marcam o período.
 
Na apresentação foram demonstrados os principais avanços na área da saúde. Destaque para as cirurgias eletivas, em que os dados apontaram um aumento de 70,6% na realização dos procedimentos no comparativo entre os anos de 2022 e 2024. Segundo Carmen Zanotto, a evolução na realização dos procedimentos ocorreu devido a uma política de ampliação de acesso e aumento no número de hospitais prestadores de serviços. “Quando fizemos o balanço inicial, lá em janeiro de 2023, do número de pacientes que aguardavam por procedimentos entendemos a gravidade do que o Estado estava passando. A partir daí ampliamos o número de hospitais que atendem SUS e também ampliamos os que realizam cirurgias eletivas de alta complexidade”, completa.
 
Mais de 450 mil cirurgias eletivas
 
Nestes 17 meses já foram realizadas 452.205 cirurgias eletivas, sendo 178.408 de emergências, 91.469 ambulatoriais oftalmológicas e outras 182.328 cirurgias com internação. Avanços também foram percebidos nas cirurgias oncológicas em que atualmente 80% dos pacientes realizam o procedimento em até 60 dias após o diagnóstico, percentual que em 2022 era de apenas 48,5%.
 
Para alcançar esses resultados foram implementadas a Política de Valorização dos Hospitais e a Tabela Catarinense, ampliando os valores dos repasses do Governo do Estado para a realização dos procedimentos. A projeção é de que os valores atualizados em 2024 para serem investidos na Política, R$ 670 milhões, mais que dobrem os repasses de 2022, que foram de R$ 336 milhões.
 
Mais de R$ 200 milhões em convênios para obras
 
As obras nas unidades próprias da SES também ganharam destaque. Entre os investimentos em reforma realizados pela atual gestão estão as novas salas de espera do Hospital Infantil Joana de Gusmão e da Maternidade Carmela Dutra, em Florianópolis; a nova enfermaria do Hospital Regional de São José; o novo bunker do Centro de Pesquisas Oncológicas (CEPON) e a emergência do Hospital Tereza Ramos, em Lages.
 
Além dos hospitais que pertencem a rede própria do Estado, estão sendo investidos mais de R$ 221 milhões em convênios para obras na saúde. São unidades espalhadas em diversas regiões, como o novo Hospital de Palhoça, a construção de nova torre no Hospital São Vicente de Paulo, em Mafra; reformas no Hospital e Maternidade Jaraguá, em Jaraguá do Sul, e no Hospital Universitário Santa Terezinha, em Joaçaba. Ainda estão sendo beneficiados o Hospital Santa Antônio, de Blumenau; o Complexo de Saúde de Itapema; o Hospital da Sociedade Beneficente de Maravilha; o Hospital Maicé, de Caçador; o Hospital e Maternidade Oase, de Timbó; o Hospital Azambuja, de Brusque; e a Associação Beneficente Santa Terezinha, de Braço do Norte.
 
“Nesses meses realizamos um trabalho de equipe, conforme a orientação do Governador Jorginho Mello. Se formos nas nossas unidades, conseguimos ver o quanto conseguimos avançar em termos de estrutura física de adequação dos espaços e o aumento dos procedimentos que foram realizados. É um conjunto grande de ações que eu não tenho a menor dúvida de dizer que a saúde de Santa Catarina é outra hoje, muito diferente da que encontramos em janeiro de 2023. Agradeço a esse time, aos gestores e tenho certeza que seguiremos cuidando da vida das pessoas e mudando a realidade da saúde de Santa Catarina”, finaliza Carmen Zanotto.
 
Transição na SES
 
A coletiva também foi momento de apresentação do novo Secretário de Estado da Saúde, que assume a pasta nesta quarta-feira, 5. Diogo Demarchi estava atuando como secretário adjunto.
 
 
“A expectativa é dar continuidade, com celeridade, à determinação do governador Jorginho Mello no sentido de ampliar acesso, diminuir tempo, encurtar distâncias para que a nossa população possa ser atendida como merece. Santa Catarina é um estado pujante que merece cada vez mais uma saúde melhor. Avançamos bastante, mas tem muito mais o que avançar e a ideia é que a gente possa concretizar o que foi iniciado. Da mesma maneira, que possamos avançar em projetos, atuando de maneira disruptiva e entregando uma saúde de qualidade cada vez melhor para a nossa população”, afirma.

JORNAL IMPRESSO
14/06/2024
07/06/2024
31/05/2024
24/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS