terça, 18 de junho de 2024
Geral
21/05/2024 | 16:43

Associação Madre Teresa doa quase R$ 120 mil para obras de reforma no Hospital Marieta

Além de todo o trabalho realizado na Casa de Acolhimento, que recém-completou 50 mil atendimentos, a Associação Madre Teresa celebra mais um feito agora em maio: a doação de quase R$ 120 mil para reforma dos quartos da Clínica João Paulo II, uma das alas de recebimento de pacientes SUS do Hospital Marieta. Diretoria e voluntários fizeram o repasse oficial à instituição de saúde que agradeceu a ajuda.
 
O valor exato da doação foi de R$ 119.269,95, arrecadados através das mensalidades dos associados, eventos realizados pela AMT e também doações esporádicas.  Além da reforma de 14 quartos, com pintura e placa protetora de parede, serão compradas 38 poltronas, que geralmente servem para os acompanhantes de pacientes passarem uma noite mais confortável. “Ao longo dos nossos 10 anos contribuímos com algumas reformas e compra de equipamentos. Esse é o objetivo da nossa entidade voluntária: trazer melhorias para os pacientes que necessitem de cuidados no Hospital Marieta”, relata o presidente, Maurício José Gom. 
 
A Associação Madre Teresa vive de doações e está sempre realizando projetos e fazendo contatos para garantir recursos, seja para aperfeiçoar a estrutura do Hospital Marieta ou para a manutenção da Casa de Acolhimento. Uma das formas de ajudar é se associando, pagando uma mensalidade a partir de R$ 20. Ela pode ser tanto em boleto quanto pela fatura da companhia de energia elétrica. Para mais informações, basta procurar a equipe da AMT no telefone/WhatsApp: 47 99691-5346.
 
50 mil atendimentos
Esse foi o número mais recente conquistado pela Casa de Acolhimento mantida pela Associação Madre Teresa. O marco foi registrado em abril, com a soma dos 1.767 atendimentos daquele mês. Com o início das atividades em 1º de fevereiro de 2021, o espaço foi criado para receber pessoas em tratamento oncológico no Hospital Marieta e que tinham de ficar à espera da consulta ou tratamento. Como as prefeituras da região conveniadas fazem o transporte de todo o grupo de manhã cedo, quem tinha atendimento apenas à tarde, ficava desassistido na rua. O mesmo ocorria com moradores de bairros afastados do Centro de Itajaí, que também ficavam nesta rotina. A Casa de Acolhimento atende atualmente pessoas de todas as cidades da região da Amfri e tem um custo fixo de R$ 26 mil mensais. 

JORNAL IMPRESSO
14/06/2024
07/06/2024
31/05/2024
24/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS