quarta, 24 de abril de 2024
Geral
22/01/2024 | 17:35

Japão remove suspensão sobre importação de aves vivas e ovos férteis do Brasil

No cenário internacional da produção avícola, o Japão anunciou recentemente o levantamento da suspensão temporária sobre a importação de aves vivas e ovos férteis provenientes de Mato Grosso do Sul. A medida, que estava em vigor desde de setembro, foi imposta em decorrência da detecção de um foco de influenza aviária de alta patogenicidade em produção doméstica de subsistência no estado brasileiro.
De acordo com informações atualizadas na plataforma de embargos e autorizações sanitárias do Ministério da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão (MAF), o levantamento do embargo foi possível após o envio de informações adicionais pelo Ministério da Agricultura do Brasil e o posterior encerramento do foco em Bonito, Mato Grosso do Sul.
Durante o período de suspensão, o ministério japonês justificou a medida como uma precaução para evitar a possível propagação do vírus e por questões de higiene alimentar. A retomada das importações reflete a confiança na resolução eficaz do problema por parte das autoridades brasileiras e na adoção de medidas rigorosas para garantir a segurança dos produtos avícolas.
José Carlos Raposo, presidente da Federação Nacional dos Despachantes Aduaneiros (Feaduaneiros), comentou sobre a importância da retomada das operações comerciais entre os dois países. Ele afirmou: "A remoção da suspensão é uma notícia positiva para o setor, destacando a eficácia das ações tomadas pelo governo brasileiro para resolver a questão e garantir a segurança sanitária dos produtos exportados".
Vale ressaltar que essa não é a primeira vez que o Japão impõe restrições comerciais ao Brasil em casos de influenza aviária. Mesmo diante das diretrizes da Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), que não comprometem o status do Brasil como país livre de IAAP (Influenza Aviária de Alta Patogenicidade), o Japão mantém uma abordagem mais conservadora, aplicando embargos comerciais inclusive em situações de subsistência, como ocorrido anteriormente no Espírito Santo, Santa Catarina e no próprio Mato Grosso do Sul.
O presidente ressalta a necessidade de diálogo constante entre as autoridades brasileiras e japonesas para alinhar entendimentos e evitar impactos desnecessários no comércio internacional de produtos avícolas. "A colaboração e a transparência são fundamentais para a manutenção das relações comerciais entre nossos países", acrescentou Raposo.
O levantamento do embargo às aves vivas e ovos férteis é mais um passo na normalização das atividades comerciais entre Mato Grosso do Sul e o Japão. Com a retirada da suspensão às importações de carne de frango e ovos do estado, a indústria avícola brasileira espera retomar sua posição no mercado japonês, o segundo maior consumidor dos produtos avícolas do Brasil.
Sobre a Feaduaneiros – A Federação Nacional dos Despachantes Aduaneiros foi criada em 21 de abril de 1953, com o objetivo de congregar e representar a categoria econômica dos Despachantes Aduaneiros em todo o território nacional. Suas atribuições incluem a luta pelos direitos e interesses da categoria, com representatividade para conciliar divergências e conflitos entre os sindicatos filiados, bem como promover a solidariedade e a união de toda a classe profissional; além de defender os princípios de liberdade para o exercício da profissão, a lealdade na concorrência e a ética no desempenho da atividade profissional.

JORNAL IMPRESSO
19/04/2024
12/04/2024
05/04/2024
29/03/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS