quarta, 24 de abril de 2024
Economia
18/01/2024 | 17:43

Porto de Itajaí inicia 2024 com intensa movimentação de carga geral

O Porto de Itajaí fechou o ano de 2023 com um desempenho equilibrado quanto as operações de carga geral, dando destaque as movimentações com cargas diversas que vão desde celulose, Roll On Roll Off (desembarque de veículos importados das montadoras BMW e GM), operações com cargas de barras de ferro, vergalhões perfilados, bobinas de aço, açúcar, fertilizantes, e, ainda, com o registro de atracações ao final da última temporada de cruzeiros marítimos (2022-2023).
 
Seguindo o desempenho crescente de atracações com embarcações de carga geral, janeiro iniciou em ritmo acelerado, e todas as semanas, estão sendo registradas duplas e triplas atracações de navios ao longo dos berços no Porto de Itajaí.
 
Prova disso ficou constatado com a atracação em 27 de dezembro com o navio WECO KAROLINE, onde permaneceu por 21 dias no porto, e, sua desatracação ocorreu somente em 17 de janeiro. Com 180 metros de comprimento por 30 metros de largura (boca), sua bandeira é do Panamá, pertence ao Armador Weco Bulk A/S. Suas operações registram a movimentação de 34.831,460 toneladas de vergalhões (barras de ferro). De Itajaí, seguiu seu trajeto marítimo para o Porto de Santos (SP).
 
Dentro da primeira quinzena de janeiro, no dia 11, foi a vez do navio TRAMMO STANTON atracar no Porto de Itajaí. Possui 180 metros de comprimento e 32 metros de largura (boca). De bandeira da Libéria, permanecerá em Itajaí até uma data de registro de desatracação ser anunciada. Vindo do porto de Alexandria (Egito), a embarcação já movimentou exatos 25.025,749 toneladas de vergalhões de ferro perfilados. Ao finalizar as operações portuárias em Itajaí, seu destino está programado para atracar no Porto do Rio de Janeiro (RJ).
 
No dia 18, o porto de Itajaí recebeu sua primeira atracação com a embarcação de carga Roll On Roll Off. Com bandeira do Panamá, possui quase 200 metros de comprimento e 32 de largura (boca), o navio FLORIDA HIGH, pertence ao Armador K-Line, e é representando pela Agência Unimar. Nesta atracação, trouxe a bordo 757 veículos importados das montadoras General Motors (GM) e BMW, e, o peso total dos veículos será de 1.546,648 toneladas. Considerando o retorno da modalidade em março de 2022, com esta atracação, o somatório das operações de cargas de veículos chega à marca de 26 atracações, registrando um acumulado de 19.261 unidades, com 36.384,648 toneladas movimentadas. Encerrando sua operação no porto de Itajaí, seguirá em direção ao Porto de Zárate, Argentina.
 
Ainda de acordo com registros de operações de carga geral, a temporada de cruzeiros marítimos (2023-2024), desta vez com praticamente o dobro de atracações, é a maior temporada de transatlânticos na história de Itajaí. Desde a abertura da nova temporada, em 02 de dezembro de 2023, com a atracação do navio MSC LIRICA, somente em janeiro, 12 atracações ocorrerão até o final do mês, e, até o final da temporada, estão programadas 42 atracações no total, que neste ano encerram-se em abril. A estimativa é que 110 mil turistas de cruzeiros passem por Itajaí durante esta temporada e movimentem mais de R$ 60 milhões.
 
A empresa SC Portos está sendo a responsável por todas as operações com carga geral, visando atender de maneira eficiente e dinâmica, contando com a colaboração dos TPA (Trabalhadores Portuários Avulsos). Esses profissionais estão prestando serviços em quatro turnos para a atividade portuária, em geral, empenhando-se vigorosamente para garantir que todas as operações transcorram de maneira produtiva e adequada. Segundo a diretoria da SC Portos, somente em 2023, foram abertos mais de 27 mil chamados junto aos trabalhadores portuários, resultando num índice mensal de até 2 mil trabalhadores atuando em diversas operações de carga geral no porto de Itajaí.
 
O OGMO de Itajaí possui registrados atualmente 475 TPAs. De acordo com o órgão, categorias como: Estiva, Arrumador, Conferente, Consertador, Vigia e Bloco, chegam a disponibilizar para cada trabalhador, uma média salarial mensal entre R$ 6 mil e R$ 7 mil.
 
“A empresa SC Portos foi criada em dezembro de 2021 e assim que ela foi criada, nós já demos início ao processo de pré-qualificação junto ao Porto de Itajaí. O que nós entendíamos naquele momento é que o Complexo Portuário de Itajaí tem um ecossistema muito forte para o atendimento de cargas industrializadas, cargas de alto valor agregado. A grande maioria dessas cargas está conteinerizada por questões logísticas, questões comerciais, questões das mais diversas, mas existe uma parcela de cargas gerais que não está conteinerizada e é aí que entramos com força total. Creio que para este ano de 2024, o ritmo fique mais ainda acelerado e, com isso, mais cargas chegarão ao porto de Itajaí. Destaco ainda a eficiência por parte dos TPAs e do Órgão de Gestor de Mão de Obra, o OGMO, onde sem eles, seria impossível chegarmos nesta realidade”, comenta Antônio Guimarães, Diretor da SC Portos Operações Portuárias.
 
Superando Obstáculos e atentos ao retorno de cargas de contêineres no Porto de Itajaí
 
O último relatório de estatísticas (janeiro/dezembro 2023), divulgados pela Autoridade Portuária, apontou para um equilibrado positivo em suas operações de carga geral junto ao Porto de Itajaí, e, registrou ainda um bom desempenho de cargas de contêineres nos demais Terminais de Uso Privado (TUPs) que estão inseridos no Complexo Portuário do Rio Itajaí Açu chegando à marca de mais de 14 milhões de toneladas. Mesmo se mantendo até o momento, apenas com operações de cargas geral, o porto de Itajaí, continuará se adaptando para receber em sua área pública (berços 03 e 04), novas atracações de diversos modais.
 
A presença constante de navios carregados com vergalhões evidencia a importância do porto na cadeia de suprimentos da indústria da construção civil. O transporte eficiente de veículos no modal Roll-On-Roll-Off também contribui para a eficiência logística, facilitando o movimento de automóveis e maquinário pesado.
 
A movimentação de celulose ressalta a capacidade do Porto de Itajaí em lidar com mercadorias de alto valor agregado, consolidando sua posição estratégica no cenário econômico regional. Operações com navios de cruzeiros cada vez mais evidenciam Itajaí como um dos melhores “home port”, para este tipo de operações.
 
“Esse ano é o ano da recuperação do porto de Itajaí! Será o ano em que teremos que superar os obstáculos, e, estamos muito otimistas com o que está por vir. Com base nas operações de carga geral, estamos trabalhando diariamente com navios de diversos modais. São navios que não aparecem a carga para o grande público, mas que são volumes grandes de cargas, com muita contratação dos trabalhadores portuários avulsos e que tem conseguido manter a estrutura do porto em pleno funcionamento. Agora, olhando para os próximos meses, esperamos consolidar ainda mais com as operações de carga geral, que somada com as cargas de contêineres que brevemente retornarão ao Porto de Itajaí, vão trazer novamente uma grande distribuição de emprego e renda para a nossa cidade e região”, conclui Fábio da Veiga, Superintendente do Porto de Itajaí.
 
Mais informações:
 
*Fábio da Veiga – Superintendente do Porto de Itajaí.
*Texto: Matheus Souza - Estagiário da SECOM/SPI (47) 3341-8067.
*Fotos: George Henrique Malheiros Pereira – (Inspetor de Segurança -COSEG/SPI) e Iris Furlanetto (Agente de Autoridade Portuária - COINT/SPI).
 
Fonte: Secom Itajaí

JORNAL IMPRESSO
19/04/2024
12/04/2024
05/04/2024
29/03/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS