quinta, 30 de maio de 2024
Geral
27/12/2023 | 13:29

Retrospectiva 2023: investimentos impulsionam crescimento de 30% e São Francisco do Sul se torna o maior porto de Santa Catarina

Foto: Gustavo Rotta / Porto de SFS
 
São Francisco do Sul é o porto que mais movimentou carga em Santa Catarina em 2023: nos 11 primeiros meses foram 15,3 milhões de toneladas. O resultado, divulgado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), permitiu ao porto do Norte catarinense ultrapassar os terminais portuários privados Portonave e Itapoá e significou um aumento de 30% com relação ao mesmo período de 2022 (11,7 milhões de toneladas).
 
A previsão é que até o final de dezembro, os embarques e desembarques de mercadorias em São Francisco cheguem a 16,5 milhões de toneladas, a maior movimentação da sua história.
 
Um dos motivos para o crescimento constante do maior porto de Santa Catarina, em 2023, é a captação de novos clientes de diversos estados do Sul e Centro-Oeste do país, como Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás.
 
“A eficiência e a infraestrutura que o Porto de São Francisco do Sul oferece, graças aos investimentos realizados ao longo do ano por determinação do governador Jorginho Mello, têm gerado uma sólida relação de confiança com o mercado, ávido pelo cumprimento de prazos e tarifas competitivas”, avalia o presidente do Porto, Cleverton Vieira.
 
Novo gate melhora fluxo de caminhões
 
Em julho foi aberto um novo acesso ao Porto, com três novas balanças rodoviárias que agilizaram a movimentação de caminhões. Até então, com duas balanças, circulavam em média 500 veículos por dia. Atualmente, com cinco, é possível atender até 1,5 mil caminhões diariamente.
 
O novo gate conta com tecnologia de ponta para a fiscalização de veículos. Entre as inovações está o reconhecimento biométrico dos motoristas, por meio da palma da mão, o que torna São Francisco o primeiro porto público do país a contar com esse tipo de biometria.
 
“Os constantes investimentos foram essenciais para o escoamento das cargas e, consequentemente, para o aumento na movimentação de mercadorias de forma segura e ágil”, explica Cleverton Vieira, acrescentando que São Francisco exporta 80% de toda a soja produzida em Santa Catarina e importa 42% de todo o aço recebido pelo Brasil.
 
Habilitação para exportar milho à China
 
O Porto investiu R$ 7,6 milhões no Terminal Graneleiro para a revitalização da malha ferroviária, pavimentação dos acessos e recuperação das balanças. Essas obras foram essenciais para atender aos requisitos sanitários e padrões de qualidade exigidos pela China para a exportação de milho.
 
Assim, em maio, o Porto recebeu habilitação do Ministério da Agricultura do Brasil, permitindo o embarque do grão ao país asiático. A certificação, feita pelas autoridades brasileiras em parceria com a China, garante que o terminal portuário cumpre exigências como quarentena, transporte, armazenamento e processamento adequado do cereal.
 
Certificação ISO 9001 e 14001
 
Em junho, uma auditoria externa garantiu a renovação da Certificação ISO 9001 (de Gestão da Qualidade) e 14001 (de Gestão Ambiental). O Porto conquistou esse reconhecimento em 2022, o que possibilitou o ingresso de São Francisco do Sul em um seleto grupo de portos públicos certificados.
 
A norma ISO 9001 (de Gestão da Qualidade) é um conjunto de diretrizes internas que buscam alcançar o gerenciamento de qualidade para atender eficientemente às demandas dos clientes. Já a ISO 14001 (de Gestão Ambiental) especifica os requisitos do sistema de gestão ambiental, focando no comprometimento das empresas no gerenciamento e prevenção dos potenciais impactos ao meio ambiente.
 
Porto abre as portas para a comunidade
 
Durante visita ao terminal, em julho, o governador Jorginho Mello pediu uma maior interação do Porto com a comunidade. Por isso, no segundo semestre do ano foi instituído o Programa de Visitação, que permitiu que mais de 500 pessoas pudessem conhecer as instalações portuárias. Inicialmente, foram priorizados estudantes da rede pública de ensino e, de forma gradual, o programa foi estendida para outras entidades, como associações comerciais, asilos e Apaes.
 
Fonte: Governo SC

JORNAL IMPRESSO
24/05/2024
17/05/2024
10/05/2024
03/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS