segunda, 26 de fevereiro de 2024
Geral
26/10/2023 | 17:37

Equipes de Combate à Dengue de Camboriú realizarão trabalhos de conscientização durante o Dia de Finados

Na próxima semana será celebrado o feriado de Finados. A data, que tem o objetivo principal de relembrar a memória dos mortos, leva diversas pessoas aos cemitérios de Camboriú. Com a intenção de homenagear aqueles que partiram, é comum visitantes deixarem flores e vasos nos túmulos dos falecidos. Essa prática desperta a atenção da Secretaria de Saúde do município, por meio do Programa de Combate à Dengue. Como vários itens dispostos nos cemitérios são possíveis criadouros do mosquito Aedes Aegypt, foi proposto um planejamento especial para evitar a disseminação da doença no município.
 
Durante a quinta-feira, dia 2, data do feriado, os Agentes Comunitários de Endemias (ACEs) de Camboriú estarão em serviço. Neste dia, duas equipes de agentes estarão divididas entre os cemitérios do Centro, localizado na Rua Siqueira Campos, e do Rio do Meio, que fica na Rua Joaquim Garcia, para orientar os moradores e eliminar possíveis focos.
 
O principal objetivo da ação é reforçar a importância de evitar pratinhos e embalagens plásticas que possam gerar acúmulo de água e propiciar a proliferação dos mosquitos. Para informar os moradores serão distribuídos folders e os visitantes e vendedores de flores, que costumam montar bancas nos cemitérios, serão orientados.
 
Segundo a coordenadora do Programa de Combate à Dengue, Ingrid Vianna Peres, já está previsto um mutirão pós feriado para que seja realizada uma vistoria completa nos cemitérios do município. “O Dia de Finados requer uma atenção especial de nossas equipes. Estamos em um período de chuvas e isso facilita a criação de focos, com o acúmulo de água em vasos, embalagens plásticas e em outros objetos. Por isso, iremos estar atentos e em contato com a população para evitarmos a proliferação do mosquito”, ressalta.
 
É importante lembrar que, embasado na Lei 15.243/2010, logo na entrada dos cemitérios do município há placas sinalizadoras que dispõem sobre a obrigatoriedade de proprietários ou locatários de imóveis residenciais e comerciais públicos e privados adotarem medidas para evitar a existência de criadouros para Aedes aegypti e Aedes albopictus.

JORNAL IMPRESSO
23/02/2024
16/02/2024
09/02/2024
02/02/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS