quinta, 20 de junho de 2024
Geral
05/06/2023 | 17:21

Secretaria de Educação de Itajaí lança concurso de Boas Práticas de Cultura de Paz

Na tarde desta segunda-feira (05), dia em que o atentado à creche de Blumenau completa dois meses, a Secretaria de Educação de Itajaí lançou o concurso de Boas Práticas de Cultura de Paz. O encontro contou com a participação dos diretores das 121 unidades de ensino da Rede Municipal, incluindo a Banda Filarmônica e a Biblioteca, que poderão inscrever os seus projetos até o dia 31 de julho.
 
“A nossa proposta é contribuir para minimizar os diferentes tipos de violência nas escolas, seja dentro ou fora delas. Consideram-se tipos de violência, as físicas, verbais, simbólicas e psicológicas. Entendemos que após o episódio registrado em Blumenau, houve um movimento em todo estado, no Brasil e até no mundo. Esse concurso vem para promover esse movimento dentro das nossas unidades de ensino, numa grande aliança para coibir as práticas de violência nos contextos intra e extraescolar”, esclarece a secretária de Educação, Elisete Furtado Cardoso.
 
Cada unidade poderá inscrever um vídeo de até cinco minutos. O edital com os prazos e regulamentos, além da ficha de inscrição, podem ser obtidos através do site da Secretaria de Educação. As avaliações acontecerão entre os dias 1º de agosto e 20 de setembro. A cerimônia de premiação será no dia 21 de setembro, Dia Mundial da Paz. O horário e o local da final do concurso ainda serão confirmados.
 
“Os critérios de avaliação, dispostos no item 3.1 do edital, são um bom roteiro para a produção destes vídeos. Todos os gestores devem se atentar porque o material inscrito deve desenvolver uma mudança de postura, envolvendo alunos e a comunidade escolar”, explica o supervisor de gestão educacional, Andrey Felipe Cé Soares.
 
Projetos de combate ao bullying, educar crianças e jovens para o uso ético nas redes sociais, e ampliar o apoio à saúde mental de todo corpo escolar são alguns exemplos de projetos que poderão ser inscritos no concurso.
 
Saúde Mental
 
A convite da Secretaria de Educação, as enfermeiras Tatiane Machado e Indiane Lise, do CAPS II, da Secretaria de Saúde, participaram do momento, para esclarecer aos diretores sobre como agir em casos de emergência, quando algum aluno apresentar situações de crise ou ansiedade.
 
“Os nossos CAPS são porta aberta, então, a qualquer momento do dia, qualquer pessoa pode solicitar o atendimento. É importante que a escola mantenha um vínculo com os alunos para identificar possíveis mudanças de comportamento. Muitas vezes, agindo preventivamente, não será necessário esperar uma crise para acionar os serviços de saúde. Ouvir e prevenir é sempre o melhor caminho”, informa a enfermeira Indiane Lise.
 
“Na prática, quando estiver diante de uma situação de crise, os gestores devem eleger uma pessoa que tenha mais vínculo com o aluno para fazer o contato mais próximo e tentar conversar. Na sequência, devem acionar a Guarda Municipal (para dar apoio) e o Samu, que fará os encaminhamentos necessários”, finaliza a enfermeira Tatiane Machado.
 
Fonte: Secom Itajaí

JORNAL IMPRESSO
14/06/2024
07/06/2024
31/05/2024
24/05/2024

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS