quinta, 02 de fevereiro de 2023
Saúde
27/07/2022 | 22:45

Saúde traça plano de ação para aumentar índices de vacinação em Santa Catarina

Definir estratégias para ampliar a vacinação em Santa Catarina. Este foi o tema detalhado em uma coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, 26, com as presenças do secretário de Estado da Saúde, Aldo Baptista Neto; do superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário; e do médico pneumologista, Marcio Judice. Um plano de ações será apresentado na próxima reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) para definir ações e reforçar a conscientização da população sobre a importância de manter o Calendário Nacional de Vacinação em dia, além da vacina contra a Covid-19, especialmente em crianças e adolescentes.
 
"Temos vacinas disponíveis e seguras. É fundamental que as pessoas atendam a esse apelo para prevenir problemas mais graves, como tem ocorrido com as crianças", pontua o secretário de Estado da Saúde. A estratégia é confirmada pelo médico pneumologista, Márcio Judice, como uma importante ferramenta de redução do impacto no sistema de atendimento hospitalar, principalmente com relação a quadros graves de síndromes respiratórias envolvendo o público infantil.
 
"Todos estão acompanhando a situação de baixa procura das vacinas que acaba colocando  a população em risco, traz a ameaça da reintrodução de doenças graves como a poliomielite, por exemplo. Não podemos permitir isso, precisamos resgatar  a confiança da população nas vacinas e faremos em conjunto com os municípios", reforça o superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário.
 
Ações que serão propostas em CIB para elevar as coberturas vacinais
 
Importante destacar que entre os dias 8 de agosto a 9 de setembro serão realizadas duas campanhas: a de Vacinação contra a Poliomielite para crianças de 1 a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); e a de Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias).
 
O principal objetivo do Estado é aproveitar essas duas grandes campanhas para vacinar crianças e adolescentes também contra a Covid-19. Segundo orientação do Ministério da Saúde, não existe mais a necessidade de aguardar o intervalo de 15 dias para aplicação da vacina contra a Covid-19 e demais doses do Calendário Nacional de Vacinação em crianças a partir dos 3 anos de idade. Sendo assim, as doses podem ser tomadas de forma simultânea ou com qualquer intervalo.
 
Além disso, durante a CIB, serão feitas as seguintes propostas aos municípios catarinenses para elevar as coberturas vacinais:
 
- Ampliação dos horários de funcionamento das salas de vacinação;
 
- Todo sábado é dia de vacina, com a abertura dos postos de saúde, durante o período das Campanhas, em todos os sábados; 
 
- Aproveitar todas as oportunidades de vacinação, em especial quando a criança ou o adolescente comparecer à unidade de saúde para a realização de consultas ou outros procedimentos, para verificar a situação vacinal;
 
- Evitar barreiras de acesso como a não obrigatoriedade de comprovante de residência para a vacinação;
 
- Utilizar o ambiente escolar para realizar conversas com pais/responsáveis sobre a importância da vacinação, com palestras e ações de conscientização das crianças e dos adolescentes, além da verificação das cadernetas e ações de vacinação nestes locais;
 
- Que sejam reforçadas e mantidas nas escolas as recomendações das medidas de prevenção para doenças respiratórias (uso de máscara, álcool em gel, distanciamento social).

JORNAL IMPRESSO
27/01/2023
20/01/2023
23/12/2022
16/12/2022

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS