sábado, 28 de maio de 2022
Pandemia
07/10/2021 | 16:52

Itajaí começa a aplicar dose de reforço contra Covid-19 em novos grupos

A partir desta sexta-feira (08), o Município de Itajaí começa a aplicar a dose de reforço contra Covid-19 para novos grupos: idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores de saúde com 18 anos ou mais. A vacinação estará disponível nas unidades de saúde, conforme horário de atendimento de cada uma, e na sala volante do Centreventos, das 8h às 17h.
 
A dose de reforço deve ser aplicada nestes dois grupos após seis meses da conclusão do esquema vacinal, ou seja, contados a partir da data em que a pessoa tomou a última dose. Para se vacinar é necessário apresentar documento de identificação com foto e CPF, cartão de vacina e, para profissionais de saúde, carteira do conselho da categoria, holerite, crachá e declaração de vínculo com a atividade realizada.
 
“O Município recebeu 3.060 doses de reforço para os trabalhadores de saúde, que serão aplicadas até se esgotarem. Conforme recebermos mais vacinas, iremos disponibilizas nas unidades e Centreventos”, explica a diretora da Vigilância Epidemiológica, Paola Vieira.
 
Trabalhadores de saúde
 
Conforme o Governo do Estado, consideram-se trabalhadores da saúde indicados para receber a dose de reforço pessoas que trabalham em estabelecimentos de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde, ou seja, que atuam em hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias e outros locais. Entre eles, estão os profissionais de saúde, agentes comunitários de saúde, agentes de combate às endemias, profissionais da vigilância em saúde e os trabalhadores de apoio como, por exemplo, recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, gestores e outros, além de trabalhadores de serviços de interesse à saúde.
 
Inclui-se, ainda, aqueles trabalhadores que atuam em cuidados domiciliares como, por exemplo, cuidadores de idosos, doulas e parteiras, além de familiares diretamente responsáveis pelo cuidado de indivíduos gravemente enfermos ou com deficiência permanente que impossibilite o autocuidado. Também estão incluídos os estudantes de graduação e pós-graduação das profissões de saúde desde que estejam em atividade de exposição ao coronavírus em razão de estágios curriculares e outras modalidades de prática acadêmica. 

JORNAL IMPRESSO
27/05/2022
20/05/2022
13/05/2022
06/05/2022

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS