sexta, 18 de junho de 2021
Geral
24/11/2017 | 10:53

Livro baseado nas referências culturais de crianças do Cidade Nova é lançado

O livro "Se Essa Rua Fosse Minha", resultado das ações educativas realizadas pelo projeto de extensão "Educação Patrimonial: Cultura, Memória e Patrimônio", vinculado ao curso de História da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), na Escola Básica Elias Adaime de Itajaí, será lançado no dia 30 de novembro, às 19h, na própria escola. A obra coletiva reúne contos e ilustrações baseados nas referências culturais presentes nos espaços de vida das crianças.

A publicação feita de forma independente possui exemplares limitados, mas deve ganhar ainda mais amplitude no ano que vem, a partir da busca de incentivos para impressão e distribuição. O lançamento que ocorre no dia 30 pretende compartilhar com a comunidade do bairro o resultado do trabalho feito com os estudantes da escola, durante meses de oficinas semanais ministradas por docentes, acadêmicos e artistas convidados, focadas no patrimônio histórico e cultural.

Renato Riffel, professor do curso de História e coordenador do projeto de extensão Educação Patrimonial, conta que a proposta iniciou no ano passado, com uma imersão à realidade dos alunos. Eles participaram de uma atividade chamada "Caixa da Memória", que provocou reflexões sobre os importantes espaços e eventos promovidos na comunidade. Diversas linguagens foram trabalhadas entre eles, para que pudessem conhecer técnicas e desenvolver a sua percepção sobre o Cidade Nova. Houve oficina de escrita efetuada em parceria com o Proler da Univali, oficinas de ilustração com a artista Silvia Teske, e reunião com bate-papo com os moradores mais antigos do bairro.

"As crianças têm uma sensibilidade nata para isso. Com este trabalho de direcionamento, elas socializaram suas próprias vivências e impressões. Percebemos mudanças muito positivas. O mais importante é elas aprenderem a valorizar o patrimônio cultural e a história do meio em que vivem", destaca o historiador.

2017-11-24-Educa??o Patrimonial.png

Entre as referências culturais apontadas destacam-se o festival de pipa e a festa junina que acontecem no bairro; a Igreja Nossa Senhora de Fátima, vista como espaço de sociabilidade; e brincadeiras de rua como esconde-esconde e jogo com bola.  Há ainda quem trabalhou elementos muito presentes em sua própria história, como um menino que escreveu um conto sobre duas árvores de sua rua, localizadas no local onde ele brincava, que foram cortadas. Em seu texto, ele sugere que fantasmas assombrem os autores dos cortes.

 "Se Essa Rua Fosse Minha" é composto por 12 contos e 12 ilustrações, com organização de Renato Riffel e Soraia Cristina da Rosa. Os participantes – professores, bolsistas e ministrantes das oficinas – também foram convidados a escrever, deixando relatos, contos, rimas e poesias sobre o processo vivido na escola. Trata-se de uma realização do projeto Educação Patrimonial e do curso de História, com apoio do Núcleo das Licenciaturas da Univali.  O lançamento compõe a programação de uma atividade da Escola Elias Adaime, aberta ao público e gratuita. No evento, os autores mirins irão autografar a publicação.

2017-11-24- Educa??o Patrimonial3 - oficina texto.png

Mais informações: (47) 3341-7504, no curso de História da Univali.


JORNAL IMPRESSO
11/06/2021
04/06/2021
28/05/2021
21/05/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS