sábado, 19 de junho de 2021
Geral
14/09/2016 | 16:23

Peças teatrais incentivam o consumo do pescado nas escolas de Itajaí

De forma lúdica e com peças teatrais, a Gomes da Costa desenvolve um trabalho de incentivo ao consumo do pescado nas escolas de Itajaí, em comemoração à Semana do Peixe. Serão 15 apresentações, que começaram hoje, com sessões nos períodos da manhã e tarde, para contemplar todos os alunos. Na peça teatral ‘O Duende da ponte’, as crianças vão conhecer a história de uma menina que adorava ir à escola e todos os dias levava de lanche, alimentos saudáveis e nutritivos para ficar mais inteligente.

O objetivo é trabalhar a importância do consumo do peixe e consequentemente do ômega 3, reforçando aspectos relacionados à saúde e alimentação saudável, para as crianças de várias idades. Ao todo, mais de 3 mil crianças estarão envolvidas na ação.

A sardinha é um dos peixes mais populares e de fácil acesso para os brasileiros. O que muita gente desconhece é o valor nutricional da sardinha. E, é na espinha do peixe que se encontra a maior quantidade de fonte de cálcio. O cálcio é bom para os dentes e os ossos, benéfico no processo de envelhecimento. O Ministério da Saúde recomenda a ingestão de 1000 mg de cálcio por dia para cada pessoa. 

O engenheiro químico Ericsson Venzon, da GDC Alimentos (Gomes da Costa), explica que a sardinha tem a fonte de cálcio maior do que um copo de leite. "Numa quantidade de 200 ml de leite, temos em torno de 210 miligramas de cálcio, enquanto que a equivalência em peso na sardinha é de 736 miligramas, que é três vezes a mais". O engenheiro ainda ressalta a espinha do peixe como a maior concentração desse mineral, importante para o organismo. Na indústria de processamento do pescado, os produtos são submetidos ao processo de esterilização, que acaba deixando as espinhas quebradiças, que podem ser amassadas com um talher e facilmente consumidas. Para o consumidor, esse estágio, além de facilitar a ingestão dessa parte tão rica do peixe em benefícios, também é um indicativo de que o processo de esterilização foi bem feito, garantido um produto seguro e de qualidade, como completa o engenheiro químico da GDC Alimentos, a maior indústria de processamento de pescados da América Latina.

 De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, as doenças coronárias matam em torno de 350 mil brasileiros a cada ano, por isso, a prevenção e hábitos alimentares saudáveis estão cada vez mais presentes no cotidiano. Assim é recomendável comer alimentos que previnem doenças e garantem qualidade de vida. "A sardinha, além de ser fonte de cálcio, é fonte de vitamina D, que ajuda na absorção deste mineral, é rica em ácidos graxos ômega 3, que diminui as chances de doenças cardiovasculares, é fonte de triptofano, que ajuda no bem estar das pessoas, de selênio, importante para o sistema imunológico e de vitamina B12, que auxilia no crescimento e desenvolvimento do corpo", esclarece Venzon. Outro benefício das sardinhas enlatadas Gomes da Costa, é que todo o processo de transformação, assim como acontece com o atum, não leva conservantes, o que beneficia o consumidor. No caso da sardinha, a conservação do peixe é alcançada no processo de esterilização, o que torna possível levar à mesa um alimento que sai da indústria sem perder as características de qualidade e nutrientes ricos que previnem doenças.


JORNAL IMPRESSO
18/06/2021
11/06/2021
04/06/2021
28/05/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS