sábado, 19 de junho de 2021
Geral
12/03/2012 | 15:33

Deputado Volnei Morastoni abre 2º Simpósio Nacional sobre Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

O deputado Volnei Morastoni (PT) participou da mesa de abertura do 2º Simpósio Nacional sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, que aconteceu hoje (12) de manhã, no auditório do Centro Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina. Para uma plateia de mais de 800 participantes, Morastoni fez referência ao primeiro evento realizado em 1992 na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, com a participação, na época, do médico e professor Luc Montagnier, que depois viria a ganhar o Nobel da Medicina, em 2008. O parlamentar destacou também as políticas desenvolvidas entre o Governo Federal, os governos estaduais e os municípios, de enfrentamento da Aids, na busca de soluções para a prevenção e tratamento da doença.

O diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Dirceu Greco, representou o ministro da Saúde Alexandre Padilha, destacando os programas do ministério. Entre os dados, a divulgação no final do ano passado, pelo Departamento, de que “o número de casos notificados em cada grupo de 100 mil pessoas na região Sul caiu de 29,8 em 2009 para 28,8 em 2010”.

O evento segue até amanhã (13), quando a médica pediatra e sanitarista, Mariângela Simão, encerra o simpósio, às 17h, com a conferência “Zero de infecções, zero de preconceito e zero de morte. Início do fim?”. Mariângela, que dirigiu o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde de 2006 a 2010, é a  atual responsável pela Divisão de Prevenção, Vulnerabilidade e Direitos do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV/Aids (Unaids), em Genebra.

Especialistas discutem os desafios e as novas abordagens para o combate da epidemia
Os desafios para o controle da epidemia, seu enfrentamento e novas abordagens no campo da prevenção e tratamento serão os eixos abordados no evento. Na primeira mesa, que iniciou nesta manhã, abordou o tema: Desafios para o Controle da Epidemia. O tema boi abordado pelo Deputado Federal e Presidente da Frente Parlamentar de DST/Aids, Chico D’Ângelo, quando falou sobre o Papel do Legislativo; pelo Prof. Lúcio José Botelho (UFSC), que tratou do Papel das Universidades; e por Helena Pires Gapa/SC, que apresentou o Papel dos Movimentos Sociais.

À tarde, será a vez da mesa que debaterá o Enfrentamento da Epidemia de AIDS no Brasil (histórico e estado atual), com início às 14 horas, e será coordenada pelo Dr. Pedro Chequer, Representante do UNAIDS no Brasil, e terá como debatedores: Dr. Dirceu Greco, Diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS), falando sobre o papel do Governo Federal; Dr. Luis Antonio Silva, Diretor de Vigilância Epidemiológica do Estado (Governo Estadual); e Dra. Rosalie Kupka Knoll, Médica Sanitarista, ex-Diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Itajaí, ex-Secretária de Saúde de Itajaí (Município).

No segundo e último dia, o evento começa às 9h, com o tema: Novas abordagens no campo da Prevenção - Prevenção e Tratamento. O Dr. Ivo Brito, coordenador da Área de Direitos Humanos, Riscos e Vulnerabilidades do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (SVS/MS), fará a coordenação da mesa. Em pauta: AIDS e local de trabalho e Redes Sociais, com Moysés Toniolo, da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids, da Bahia; As perspectivas da prevenção no Brasil e UNGASS, com Fernando Seffner, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação; A contribuição da pesquisa e da inovação tecnológica no enfrentamento da epidemia do HIV/AIDS, com Amilcar Tanuri, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

A mesa que encerra o evento inicia às 14h e discutirá o Acesso a Cuidados, Qualidade de Vida e Direitos Humanos, com a coordenação de Eduardo Luiz Barbosa, Diretor Adjunto do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (SVS/MS). Em debate: As perspectivas do Acesso e Cuidado na Atenção Integral, com Cáritas Relva Basso, médica sanitarista do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids de São Paulo; Acesso, Cuidado e Qualidade de Vida na Perspectiva dos Usuários, com a Dra. Cristina Pimenta, consultora da SVS, da Associação Brasileira Interdisciplinar em Aids, ABIA; Acesso, Cuidado e Direitos Humanos, com Perceval Nunes de Carvalho Filho, da Sociedade Terra Viva/RN; Agenda Integrada de Políticas Sociais e Direitos Humanos, com Gustavo Bernardes, coordenador geral de Promoção de Direitos LGBT, com Secretaria Especial de Direitos Humanos.


JORNAL IMPRESSO
18/06/2021
11/06/2021
04/06/2021
28/05/2021

PUBLICIDADE
+ VISUALIZADAS