sexta, 27 de novembro de 2020
GERAL
14/07/2020 | 10:33

Saúde de Navegantes explica sobre protocolo de atendimento para COVID-19

A Secretaria da Saúde de Navegantes explica que possui um protocolo que deve ser seguido para o atendimento de pacientes suspeitos e para os casos confirmados de COVID-19. 
O protocolo foi elaborado pelo Médico Infectologista do Município de Navegantes, Professor e Coordenador do Curso de Medicina da UNIVALI, Dr. Pablo Sebastian Velho, e pelas enfermeiras Silvania Camargo de Meira, Mônica Helen Baray Gauto Burgonovo e Silvana Adriano Francez.


Casos suspeitos
Segundo o protocolo, considera-se casos suspeitos o indivíduo com quadro respiratório, caracterizado por sensação febril ou febre, mesmo que relatada, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória. Em crianças, considera-se também obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico. Em idosos, a febre pode estar ausente. 


Testagem
A investigação da COVID-19 inclui as técnicas de testes moleculares de amplificação de ácido nucleico de SARS-CoV-2 por PCR em tempo real precedido por reação de transcrição reversa (RT-PCR) e testes imunológicos (teste rápido ou sorologia clássica para detecção de anticorpos). 
A amostra clínica preferencial para investigação laboratorial é a secreção da nasofaringe (SNF), e essa coleta deve ser realizada até o 7º dia após o aparecimento dos primeiros sinais ou sintomas.
Os testes imunológicos para identificação de anticorpos IgM e IgG contra o SARS-CoV-2, aplicados como testes rápidos ou processados em laboratório, não são recomendados para a confirmação diagnóstica de pacientes com sintomas de início recente (há menos de sete dias. Embora esses testes apresentem boa acurácia diagnóstica em pacientes com tempo de evolução do quadro superior a oito dias, o tempo de janela imunológica reduz a sensibilidade do teste, quando aplicado em fases mais precoces.


Tratamento
Os casos suspeitos e confirmados precisam ser avaliados e tratados de acordo com o quadro clínico. Sendo assim, recomenda-se uma estratificação de risco que norteie a conduta clínica, de forma que seja possível direcionar o paciente de acordo com a sua situação clínica e otimizar a logística dos serviços de saúde. A decisão a respeito do nível de complexidade do serviço de saúde para o qual o paciente será direcionado irá depender da gravidade do caso e da organização da rede de atenção à saúde local. 
Os pacientes com SG leve serão atendidos no âmbito da atenção primária à saúde. Esses deverão permanecer em isolamento domiciliar e realizar o tratamento sintomático. 


Prioridade de Atendimento 
Quanto ao atendimento prioritário, recomenda-se priorizar às pessoas idosas, imunossuprimidos, pacientes com doenças crônicas, gestantes e puérperas e se presença de síndrome gripal encaminhar para avaliação médica. 


Prioridade de Testagem
Deve ser observado durante o cadastro se a pessoa atendida integra profissionais essenciais ao controle de doença e a manutenção da ordem pública. Sendo assim, deve-se seguir os ditames da lei nº 14.023 de 08 de julho de 2020, no que tange a testagem sem prejuízo de atendimento prioritário ao público acima descrito, dentre outros que a lei assim exigir.
Vale ressaltar que o protocolo completo está disponível no site oficial do município (navegantes.sc.gov.br), no banner ?Orientações sobre o Coronavírus?.

Compartilhar
JORNAL