terça, 29 de setembro de 2020
26/03/2020 - 18:12

CDL BC mobiliza diferentes frentes para minimizar impactos do coronavírus aos comerciantes

O avanço do novo coronavírus (Covid 19) mobiliza não só as autoridades de saúde como todo o sistema econômico. Um dos principais geradores de empregos de Balneário Camboriú, o comércio, tem mostrado preocupação tanto com a saúde pública quanto com a interrupção nas vendas pelo fechamento das lojas em razão de medidas governamentais. Em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL-SC), a Câmara de Dirigentes Lojistas de Balneário Camboriú (CDL-BC) vem buscando, junto às autoridades, medidas emergenciais que possam amenizar os impactos da pandemia no setor.

 

O presidente da CDL, Vilton João dos Santos, explica que a entidade está atuando em diferentes frentes de trabalho neste momento de crise, enquanto associados à entidade desenvolvem o exercício da solidariedade. Um dos destaques do trabalho que a entidade vem realizando foi a ?live? sobre o ?Papel do Líder na Incerteza?? com o palestrante Alexandre Lima, em parceria com a Leve Transformação Cultural para Empresas. Realizada ao vivo por meio das redes sociais no último domingo, ele abordou como identificar e compreender a ansiedade. ?Ela turva nosso raciocínio e prejudica a visão de longo prazo, além do perigo de tomar decisões nesta hora?, explicou. Alexandre Lima falou também sobre o que as pessoas esperam de sua liderança e a importância de fortalecer laços de confiança e lealdade com o time de colaboradores. 

 

Com o apoio da FCDL-SC, o setor busca os ajustes necessários para que não ocorra o fechamento de milhares de postos de trabalho. Em correspondência enviada em parceria com a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC) aos secretários da Fazenda, da Administração e da Defesa de Santa Catarina, o setor apresentou uma lista de reivindicações para ser apreciada para a retomada das atividades, como a garantia de liberdade e segurança para as atividades de varejo funcionarem na modalidade de e-commerce ou tele-entrega, evitando a circulação e aglomeração de pessoas, mas mantendo um contingente mínimo de funcionários para a administração dos estoques e pedidos.

 

Demandas locais

 

Em âmbito local, a CDL enviou ao prefeito Fabrício de Oliveira ofício com demandas dos empresários para incentivar pequenas e médias empresas do município. Entre as medidas, a entidade pede a negociação de novo parcelamento de IPTU, a redução ou facilitação de pagamento do ISS, ampliação do tempo de validade dos alvarás, aumentando prazos para renovações, criação de uma campanha de incentivo ao consumo em empresas locais e o contato com as esferas estadual e federal para que as medidas econômicas sejam pensadas para o pequeno e médio empresário.

 

Em artigo publicado nas mídias sociais da entidade, o presidente da CDL de Balneário Camboriú também defende que é preciso encontrar urgentemente o ponto de equilíbrio entre preservar a vida e a economia, concomitantemente. É imprescindível que a roda da economia comece a voltar a girar. ?A partir de abril, a vida tem que ir retomando o curso normal, ainda que com restrições e controles. Ainda que com protocolos rigorosos de segurança, mas precisamos voltar a produzir?, observa Vilton.

 

Para ajudar diretamente o associado, a direção da CDL também prorrogou as datas de vencimentos das mensalidades da entidade. As que venceriam em 28 de abril e 28 de maio foram prorrogadas para 28 de novembro e 28 de dezembro, respectivamente. A entidade ainda abriu seu Instagram para associados divulgarem seus negócios nos Stories da CDL. O material (de preferência formatado na vertical) deve ser enviado pelo whatsapp (47) 98415-5407.

 

Voluntariado

 

No campo do voluntariado, o projeto ?VesteVida? de Balneário Camboriú ? uma ação de  iniciativa da empresária de moda e diretora da CDL Mulher, Mirvana Andreis, da modelo e empresária Sandra Bronzina, e da arquiteta Graziele Andreis - está confeccionando máscaras de tecido que serão doadas a equipes de saúde, atendentes de farmácias e agentes de segurança para prevenção do vírus. O grupo conta com mais de 40 costureiras e apoio de empresas de diferentes regiões de Santa Catarina, principalmente do Vale do Itajaí e do sul catarinense.

 

Também foi criada uma vakinha online para arrecadar doações para o projeto. Empresas e voluntários que desejarem ajudar o ?VesteVida? devem entrar em contato pelo (47) 98456-0189 ou pelo Instagram @vestevida_covid19.

 

anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros