sexta, 28 de fevereiro de 2020
23/01/2020 - 10:52

Vigilância Epidemiológica alerta para vacinação contra febre amarela

Santa Catarina registrou a morte de 60 macacos em apenas 20 dias

Se você ainda não se protegeu contra febre amarela, fique atento. A Vigilância Epidemiológica de Itajaí está reforçando a importância da vacinação contra a doença após nota de alerta emitida pela Secretaria de Estado de Saúde sobre a morte de mais 60 macacos com suspeita de febre amarela nos últimos 20 dias em Santa Catarina. Quem ainda não se imunizou deve procurar a unidade de saúde mais próxima para fazer a vacina.

A febre amarela é uma doença grave, transmitida por mosquitos em áreas silvestres e próximas de matas. Os macacos não transmitem a doença, mas sinalizam a presença do vírus em determinada região. Estes animais também são vítimas da febre amarela e são os primeiros a serem afetados por viverem nas matas, mesmo local que os mosquitos transmissores.

Em 2019, Santa Catarina registrou a expansão da febre amarela com a confirmação de duas mortes de humanos e seis primatas acometidos pela doença. Com a chegada do vírus, a Secretaria de Saúde de Itajaí também realizou campanhas de vacinação de casa a casa em áreas próximas às matas e ampliou a cobertura vacinal no município. Outra ação rápida de vacinação ocorreu com a população do Brilhante após ser encontrado o braço de um macaco na localidade no ano passado.

?Orientamos a população para que comunique a Gerência de Controle de Zoonoses se encontrar um macaco doente ou morto para que todas medidas sejam tomadas. Os macacos são os primeiros adoecer por febre amarela e, por isso, sinalizam a presença do vírus?, ressalta o gerente de Zoonoses, Lúcio Vieira.

A Gerência de Controle de Zoonoses pode ser contatada através dos telefones (47) 3249-5571 ou (47) 9 9688-6670 (whatsapp).

Vacina é a única forma de prevenção

A única forma de se proteger contra a febre amarela é através da vacinação. Em Itajaí, a cobertura até o momento é de 86,54% do público-alvo, que é em torno de 169.923 habitantes. Pessoas com mais de nove meses de idade e até 59 anos, que ainda não foram vacinadas, devem procurar a unidade mais próxima para se imunizar contra a doença. Já gestantes e idosos com mais de 60 anos devem buscar orientação médica para a vacinação.

A partir deste ano, o esquema vacinal contra doença mudou para as crianças. Agora, os pequenos devem receber uma dose aos nove meses e um reforço aos quatro anos de idade. Outra alteração é para aqueles que receberam uma dose da vacina da febre amarela antes de completar cinco anos. Estes deverão receber uma segunda dose de reforço, independente da idade.

Para se vacinar ou esclarecer dúvidas, basta procurar uma unidade de saúde do município com a caderneta de vacina ou documento de identificação.

Sexta, 21 de fevereiro de 2020
Dada a largada para o Carnaval de BC
Sexta, 21 de fevereiro de 2020
Nelson Abrão se filia no Progressistas
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros