domingo, 15 de dezembro de 2019
18/10/2019 - 16:15

Fundação Cultural aprova projeto para conservação da Casa Bughardt no edital Elisabeth Anderle

Outros quatro projetos itajaienses também foram contemplados

A Fundação Cultural de Itajaí foi aprovada em primeiro lugar no edital Elisabeth Anderle de Estímulo a Cultura de 2019, do Governo de Santa Catarina, com o projeto ?Conservação da Casa Bughardt?. A proposta concorreu na categoria Patrimônio Cultural e prevê a restauração para conservação da Casa Bughardt, que voltará a sediar a Fundação Cultural do município.

A Casa Bughardt foi construída no ano de 1902, com o projeto do alemão Reinhold Roenick, a pedido do proprietário Harry Hundt, imigrante alemão e negociante. Situada na rua Lauro Müller, no Centro, a edificação não é totalmente utilizada devido à necessidade do restauro pelo tempo que esteve fechada. Apenas o hall de entrada está sendo usado como sede da Câmara Setorial de Artes para fomento de um Atelier Coletivo, além da galeria de artes Dinyz Domingos, que recebe exposições mensais.

?Ficamos muito felizes com a contemplação do nosso projeto. É muito bom ver que nossa proposta passou e ainda em primeiro lugar. Mostra que nosso trabalho de captação é eficiente e queremos continuar buscando esses recursos para melhorar ainda mais o que temos?, afirma o superintendente administrativo das Fundações de Itajaí, Normélio Pedro Weber.

A Fundação receberá a verba de R$ 100 mil para execução do projeto. Após a conclusão das obras, que devem começar em 2020, a Casa Bughardt reabre suas portas para sediar novamente a Fundação Cultural de Itajaí. Segundo Normélio, essa mudança possibilitará o acesso da comunidade itajaiense e de outras regiões ao Patrimônio Histórico Cultural, às exposições de artes de artistas locais e para o estreitamento de laços com a cultura local.

O que será feito?
Tombada como patrimônio histórico do Município de Itajaí (decreto nº 5759/98) e do Estado (decreto nº 3.460/2001), a Casa Bughardt necessita de manutenção preventiva devido às intempéries e o tempo que ficou fechada. Com a verba do projeto, serão executadas correções de umidades no telhado, calhas e rufos, troca de forro, instalação de preventivo de incêndio, bem como será refeita a parte elétrica e hidráulica da casa.

As melhorias que serão feitas já foram aprovadas em projeto arquitetônico de restauro pela Fundação Catarinense de Cultura. Como ainda não há previsão de dotação orçamentária para a iniciativa, o prêmio Elisabeth Anderle vai permitir que o local possa ter seu uso restabelecido.

Quatro contemplados
Além da aprovação do projeto da Fundação Cultural, outros quatro projetos inscritos por grupos/proponentes itajaienses foram aprovados no edital Elisabeth Anderle. Dentre as propostas estão circulações de espetáculos, oficinas literárias e pesquisa e criação de projetos interdisciplinares.

O Grupo Risco de Teatro aprovou a circulação do projeto ?Risco de Contágio?, Daniel Olivetto foi contemplado com o projeto ?Ações Para Reexistir?, o Grupo Eranos ? Círculo de Arte com a circulação de ?Cena Criança?, e Sandra Coelho com a oficina literária ?Sonho e Conto?.

Confira o resultado detalhado do edital Elisabeth Anderle AQUI

Sexta, 13 de dezembro de 2019
Vagas de emprego no Sine Itajai
Sexta, 13 de dezembro de 2019
Balneário Shopping recebe Prêmio IMPAR
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros