quinta, 23 de janeiro de 2020
08/04/2016 - 08:45

O amor ao próximo

Deixe todos em paz. Por que o ser humano tem a maléfica mania de cuidar da vida do outro e não cuidar do outro? Há uma imensa diferença entre esses dois horizontes. O que você tem com a vida do outro? Por que que se incomoda com o tamanho da saia daquela mulher? Se preocupe com o tamanho das necessidades que há dentro dela.

Não sei por que te incomoda a liberdade de expressão dos seres ao seu redor, não sei por que tanto se prende a uma pessoa amada e esquece daquela que sofre por falta de amor. Não sei por que te insultas mais com a verdade, do que com os enganos da vida.

Estás sempre preocupado se és negra ou branco, se gostas de homem ou de mulher, se és pobre ou rico, bonito ou feio, qual cargo ocupa ou qual é o seu sobrenome. Do que vale isso?

Dizem que vemos o que somos, por isso é bom que se investigue o que está por trás do seu espanto, do seu escândalo. Claro que cada um sabe o que faz com seus desejos, mas deixe cada um em sua paz. Caso não consiga oferecer a paz, plante a paz nessa guerra que não se denomina, mas que está matando tantos humanos. É um verdadeiro terror urbano que ninguém aguenta mais.

Eu acredito que para acabar com essa guerra tem que trabalhar na profissão divina do bem, com principal requisito o amor ao próximo. Esse é o grande segredo. Tem que ter amor incondicional ao seu irmão. Existem situações em que você encontra o indivíduo bravo, muitas vezes agressivo, debilitado, com dores, se sentindo sozinho e ele precisa unicamente de amor, nada mais. Amor é a palavra de poder. O amor tem paciência, tem prazer em trabalhar pelo outro, compensa qualquer problema.

O caráter e a inteligência podem impressionar as pessoas, mas é o amor que damos a alguém que nos faz brilhantes e inesquecíveis. O amor torna as pessoas indispensáveis. Assim, se você quiser acender um sorriso, iluminar um coração ou acordar a esperança em alguém precisa se lembrar de uma coisa: as pessoas se alegram com sua inteligência, apreciam o seu caráter, mas precisam mesmo é do seu amor.

O comentarista John Gill faz uma pertinente consideração: ?é legítimo e bom expressarmos nosso amor uns aos outros e à todos, em palavras, empregar boas palavras e linguagem cortês, falando de maneira afetuosa, especialmente aos que estão aflitos; mas não devemos ficar somente nisso, pois de nada adiantará dizer aos necessitados, ?ide e fartai-vos? e não lhes darmos nada além de palavras?.

Amar ao próximo traz benefícios. Reconhecemos que somos da verdade, bem como tranquilizaremoso nosso coração;os benefícios são resultados da prática do amor, nos traz a certeza da salvação.

Quem consegue expressar misericórdia, algo que não era possível antes, tem a certeza de que está nas mãos de Cristo. Nos oferece a tranquilidade da consciência diante de Deus.

Portanto, cabem as perguntas: amamos de fato e de verdade? Nossas obras tem demonstrado que somos cristãos? O amor de que tanto falamos se manifesta através de misericórdia para com os carentes?

O amor é o termômetro da vida que se leva com Deus. Amar é agir, amar nos dá tranquilidade porque ele comprova que fomos transformados pelo Senhor e capacitados para o exercício do amor. Que o Senhor atue no nosso coração e retire dele tudo o que nos impede de amarmos verdadeiramente.

Seja livre. Doe amor e distribua paz.

Sexta, 15 de abril de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 15 de abril de 2016
Projeto Surf Solidário
Sexta, 08 de abril de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 08 de abril de 2016
O amor ao próximo
Sexta, 01 de abril de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 01 de abril de 2016
Convenção municipal do PDT
Sexta, 01 de abril de 2016
Convenção municipal do PDT
Sexta, 18 de março de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 11 de março de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 11 de março de 2016
Regularize seu domicílio eleitoral
Sexta, 11 de março de 2016
Ser indulgente
Sexta, 04 de março de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 04 de março de 2016
Alavancando a autoestima
Sexta, 26 de fevereiro de 2016
Você está preparado?
Sexta, 12 de fevereiro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 12 de fevereiro de 2016
Bebeu água? Tá com sede?
Sexta, 05 de fevereiro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 05 de fevereiro de 2016
Perdoar é viver...
Sexta, 29 de janeiro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 29 de janeiro de 2016
Taz tolo negu, deu “zika”
Sexta, 29 de janeiro de 2016
A dor do medo
Sexta, 15 de janeiro de 2016
Uma nova direção para muitas vidas
Sexta, 15 de janeiro de 2016
A verdadeira paz
Sexta, 18 de dezembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 18 de dezembro de 2015
Comece agora a fazer o amanhã
Sexta, 11 de dezembro de 2015
Handebol destaque
Sexta, 11 de dezembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 11 de dezembro de 2015
Somos o que pensamos
Sexta, 27 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 27 de novembro de 2015
Lama suja e muito suja
Sexta, 20 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 13 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 13 de novembro de 2015
A psicologia nos acidentes de trânsito
Sexta, 13 de novembro de 2015
O poder dos introvertidos
Sexta, 13 de novembro de 2015
Novembro Azul, o mês dos homens
Sexta, 06 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 06 de novembro de 2015
O importante é ter bom humor
Sexta, 30 de outubro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 23 de outubro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 23 de outubro de 2015
Cuidar é amar
Sexta, 16 de outubro de 2015
Sociedade em destaque
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros