quinta, 23 de janeiro de 2020
29/01/2016 - 12:42

A dor do medo

Omedo umasensaohorrvel, di e traz um desconforto imenso, normalmente causado por situaes que vivemos no momento ou por ansiedade por algo que teremos que enfrentar. tambm uma reao obtida por estmulo fsico ou mental. O medo pode se transformar em uma doena chamadafobia, quando passa a comprometer as relaes sociais e a causar sofrimento psicolgico.

O medo muitas vezesnos invade e nos faz mergulhar nas profundezas da escurido. Ficamos presos em nuvens escuras, turvando a nossa viso, que se torna manchada, negativa e pessimista. Estas manchas do medo, da insegurana e das suposiesnos coloca diante de obstculos, tornando sombrio e monstruoso o que poderia ser fcil.

Estas mesclas que aparecem em nossa percepo nos tornamcegos, fazendo-nos olhar apenas para as circunstncias negativas que aconteceram conoscoe caminhar atravs de uma nvoa negra, tropeando no caminho entre as confuses e as incertezas. s vezes, o medo do medo que nos aprisiona, nos fazimaginar um futuro incerto, mas to vivo para ns que no momento assustado.Comeamos a perder coisas, pessoas ouexperinciaspor medo de perd-las.

Por medo de perder voc pode alterar suas escolhas, pode ficar onde est e passar a vida sem evoluir, pode perder oportunidades nicas na vida. s vezes,o medo a condio que causa o fim edespedaa os objetivos.

Vivemos em uma realidade em que as pessoas so amedrontadas por vrios fatores, sejam por possibilidade da perda do emprego, da violncia, da desvalorizao da vida humana, das doenas e at da morte.

Muita gente vive em verdadeira situao de pnico e, infelizmente, o medo nos traz consequncias irreversveis.

O medo nos aprisiona, nos mantm prisioneiros das circunstncias. As angstias consomem dias e noites e atrasa o avano da nossa existncia, causa dvidas em tudo, seja em relacionamentos, em amizades e no futuro; o que pode nos levar ao isolamento deixarmos distantes de quem poderia nos ajudar a sair e a crescer. Angustiados e cheios de dvidas, nos sentimos fracos e vulnerveis. Assim, mais nos aprisionamos em nossos problemas e dificuldades. Com isso, no conseguimos ver soluo para nossos problemas.

No conseguimos ver os sinais do poder de Deus em nossa vida pois, a partir de uma tica do medo, tudo muito maior que nossa fora, que nossa capacidade de lutar e resolver. O medo corri nossa confiana na bondade de Deus. Amedrontados, comeamos a questionar se h bondade nos cus, o que acaba nos fazendo enfraquecer nossa caminhada da f.

Quando duvidamos dos cuidados divinos, atormentados pelo pnico, nos sentimos inseguros. Quanto mais inseguros, mais sofremos e, consequentemente, no conseguimos perceber a bondade de Deus.

O medo cria uma forma de amnsia espiritual que limpa a nossa memria e nos faz esquecer de tudo o que Jesus fez e como Deus bom para ns. Mas como vencer o medo? Para sair dessa situao, precisamos ouvir as palavras encorajadoras do nosso Senhor: ?Portanto, no tenham medo; vocs valem mais do que muitos pardais!? (Mt. 10:31). ?Portanto eu lhes digo: no se preocupem com sua prpria vida, quanto ao que comer ou beber? (Mt 6:25). ?No tenha medo; to somente creia, e ela ser curada? (Luc 8:50).

Crer no poder e no amor de Jesus ter a certeza que no teremos mais medo de viver, porque sabemos o Seu poder soberano, nos protegendo nas tempestades que a vida nos oferece. Olhe para Jesus, sinta o seu amor puro e perfeito e vena o medo que tenta dominar a sua vida.

O medo tambm deve e pode ser o nosso aliado, mas sempre com limites,pois algo que tem dois lados: o positivo e o negativo. Depender apenas de ns a forma de como ele agir em nossa vida. Na maioria das vezes, o encaramos como algo que gera sofrimento e dor, algo que nos impede o raciocnio lgico e nos deixa a merc de pensamentos e sentimentos baixos, impedindo de seguirmos o nosso caminho rumo felicidade verdadeira.

Se conseguirmos enxergar outras possibilidades veremos que o medo pode ser til em muitas situaes do nosso cotidiano. O medo de errar, por exemplo, nos faz ser mais vigilantes em nossas atitudes. O medo, quando no em demasia, de perder uma pessoaquerida faz com que cuidamos e dedicamos todo nosso amor quela pessoa.Ento, o que seria realmente o medo? Algo neutro? Se quepossamos definir desta forma, algo que todos ns em determinada altura davida desenvolvemos, pode sim ter uma dessas interpretaes ou at mesmo todas elas, o fato em questo que normalmente lidamos muito mal com algo to natural do ser humano.

certo que no exista uma frmula pronta para nos livrarmos ou lidarmos com o medo, mas podemos acreditar que a forma como cada um de ns encara isto depende de nosso estado de esprito. Refletir parece pouco, mas um grande passo importante, pois a partir do ato de pensar que descobrimos a verdadeira essncia das coisas, a maneira providencial de como tudo se encaixa perfeitamente no universo, sem falhas. Se o medo est inserido na criao divina, essa compreenso vlida. O no deve ser combatido como um inimigo e sim utilizado como amigo. Deus no nos daria nada que no fosse importante para o nosso bem.como ganhar dinheiro na internetSaber lidar com as ddivas divinas o aprendizado que temos que desenvolver em nossas fases evolutivacomo ganhar dinheiro na internet.

Nodeixe defazer algo positivo pormedo, pea a orientao de Deus, confie e viva a vida intensamente.

Sexta, 15 de abril de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 15 de abril de 2016
Projeto Surf Solidrio
Sexta, 08 de abril de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 08 de abril de 2016
O amor ao prximo
Sexta, 01 de abril de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 01 de abril de 2016
Conveno municipal do PDT
Sexta, 01 de abril de 2016
Conveno municipal do PDT
Sexta, 18 de maro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 11 de maro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 11 de maro de 2016
Regularize seu domiclio eleitoral
Sexta, 11 de maro de 2016
Ser indulgente
Sexta, 04 de maro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 04 de maro de 2016
Alavancando a autoestima
Sexta, 26 de fevereiro de 2016
Voc est preparado?
Sexta, 12 de fevereiro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 12 de fevereiro de 2016
Bebeu gua? T com sede?
Sexta, 05 de fevereiro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 05 de fevereiro de 2016
Perdoar viver...
Sexta, 29 de janeiro de 2016
Sociedade em destaque
Sexta, 29 de janeiro de 2016
Taz tolo negu, deu zika
Sexta, 29 de janeiro de 2016
A dor do medo
Sexta, 15 de janeiro de 2016
Uma nova direo para muitas vidas
Sexta, 15 de janeiro de 2016
A verdadeira paz
Sexta, 18 de dezembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 18 de dezembro de 2015
Comece agora a fazer o amanh
Sexta, 11 de dezembro de 2015
Handebol destaque
Sexta, 11 de dezembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 11 de dezembro de 2015
Somos o que pensamos
Sexta, 27 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 27 de novembro de 2015
Lama suja e muito suja
Sexta, 20 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 13 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 13 de novembro de 2015
A psicologia nos acidentes de trnsito
Sexta, 13 de novembro de 2015
O poder dos introvertidos
Sexta, 13 de novembro de 2015
Novembro Azul, o ms dos homens
Sexta, 06 de novembro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 06 de novembro de 2015
O importante ter bom humor
Sexta, 30 de outubro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 30 de outubro de 2015
A persistncia da violncia contra a mulher
Sexta, 23 de outubro de 2015
Sociedade em destaque
Sexta, 23 de outubro de 2015
Cuidar amar
Sexta, 16 de outubro de 2015
Sociedade em destaque
anuncie no Jornal | comunicar erro | fale conosco
Todos os direitos reservados - 2009-2015 Jornal dos Bairros